arquivo

Arquivo mensal: fevereiro 2010

Sobre os livros, sobre os papéis, sobre os projetos, sobre a tela, sobre as notícias. Pela janela do avião, pela vivência, pelo que me espera. Na bagagem, no bloco de notas, na mente, na chuva, no trabalho, na poltrona do cinema, na ópera. No meio da noite, no meio da festa, ao meio dia, no banco da praça, no meio da corrida. Na música que toca pela sala, nas palavras de uma amiga, no beijo da madrugada, no abrigo de um novo lar, na confiança de quem sabe o que tem pra falar. Enquanto eu cantava e entendia o coração. Enquanto eu sorria e conversava. Enquanto eu estudava, falava, ouvia… escrevia estas palavras. Eu quero o futuro que me espera. Eu reconheço o passado por tudo que ele me fez. Eu sou o presente que sei. Sou tão transparente e enigmático quanto o espelho que me mostra. Coloco muito de mim em todas as coisas que me permito vivenciar. Nas coisas que toco. Só me interessa o que é sincero. Sinto um ciclo fechar e se completar. Paira agora um novo plano: o desejo de seguir e não voltar!

Anúncios