arquivo

Arquivo mensal: março 2011

Eu parei para pensar
Para parar de pensar em seu rosto
Em seu rosto eu parei
E descobri que ainda sou bem moço
No meio da multidão eu pensei
Que saudades eu terei de mim
Eu ando calado, apressado, pensando em ti…

Eu parei de pensar
Para aceitar o que me escapa
Encontrei o teu olhar
Para fugir de tudo que não sei sentir
No meio da rua eu me vi
Parado, perdido, privatizado, extinto
Eu canto calado, amordaçado, raso, sem fim

Então um pedaço da verdade
Verdade que nunca te fez feliz
Por isso parei de pensar
E pensei que poderia ser assim
No meio da noite te acordei
E tudo caminha para o fim, um círculo sem curvas
Um momento de dúvidas… pedaços de mim

Anúncios