Pequeno Príncipe

Deixei as chaves sob o azulejo
O cronógrafo parou de funcionar
Lembre de alimentar os dragões
Com o vapor da máquina de chá
Alfazema e alquimia de bruxaria
Abra cada brasa calando as palavras
Prepare a mesa e a lenha de vidro
No grimório a receita e a navalha
No pote com flores azuis
A varinha de pedra e sal
Quando anoitecer liberte a coruja
Tempere e corte a raiz de todo este mal
Minha xícara de café preto
Na lareira deixe namorar
Abra a porta para o lobo
Não deixe a ovelha entrar
Há muito tempo não somos iguais
Escolha bem do que vai lembrar
Faça um pedido, seu maior desejo
Na próxima estrela cadente… eu posso voltar…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: