Amanheça

Quando eu encontrar respostas, lançarei perguntas. Cabe a ti dar então certezas reais. Não aquelas trapaças do coração. Quando souber do que falo. Quando esta será a mesma língua? Quando encontrarmos o perfeito ajuste de tempo. E o que será então o amanhecer de dois corpos sob o sol. Sob as ondas que outrora poderiam ter a graça dos teus olhos. E das pegadas que um dia eu fiz questão de deixar na areia da praia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: