de (te) ver passar na chuva desbotar

esse azul que caiu no chão
não desbota, não se vai
esse varal de janelas
quem me viu passar?
dançando contra o vento
muda pra lá, muda pra cá
esse azul que subiu
subiu bem de-va-gar
eu era esse ali que vem passar
esse aqui sou ele que te viu
quem sabe sonhar?
quem sabe acordar?
esse azul que caiu no chão
não desbota, não se vai
vai navegar, vai navegar
naquela varanda sentado
era café
não era chá
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: