Lorenzo

Entre todas as nossas vidas escolhemos esta pele. Em cada sinal que o mar sopra em nossos olhos. Essa luz que ofusca o sol. Entre todas as escolhas fez a mais antiga do teu ministério. Que a vida começa e termina em cada noite. Quando, quando, quando é hora de apagar as luzes? Quando arrasta um silêncio até despertar por desistir de dormir. Quem te acorda para sonhar? Essa vida se torna um pouco mais antiga a cada nova e clara página. E eu agradeço por envelhecer. Por esse algum motivo escolhemos escrever sem olhar. Sentimos mais. Pensamos menos. Entre todos os dias que lampejam a espera de cada fim. Para ti, Lorenzo. Para recomeçar.

Entre todas as palavras que diz
Que dizer acha que diz?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: