arquivo

Arquivo mensal: novembro 2018

5b1e278fa2d121bb3a313d3c99eeb896-orig

São confissões. Das mais misteriosas sobre o tempo. Eu acho que de algumas coisas eu sei. Sobre esse mistério que nos toma. Esse mesmo de todos os dias entre o dormir e o acordar. Mas acho então que tenho pouco a dizer sobre tantas coisas. Tenho estado em silêncio comigo. Para desfrutar de algumas coisas que me fazem bem. E eu fico em silêncio comigo. Contigo também. Para ouvir Fotografia. De Tom Jobim.

E dez mil destinos escaparam.
E veio a chuva no mar.
E a gente dormiu a noite inteira.
Dormiu sem acordar.

Excertos – Ou sobre o dia anterior

Ver o sol nascer
Ver a chuva chegar
Sentir o mundo
Des-per-tar

Em cada canção que cantei
No mergulho no mar
Essa vida que vive
Vive viver vira ar

Em cada abraço
A minha maior verdade
Nesta página em branco
A vida que eu desenhar
Vive viver virá

São confissões. Das mais misteriosas sobre o tempo. Eu acho que de algumas coisas eu sei. Sobre esse mistério que nos toma. Esse mesmo de todos os dias entre o dormir e o acordar. Mas acho então que tenho pouco a dizer sobre tantas coisas.

Anúncios