arquivo

Arquivo mensal: março 2019

moby_dick_2

Em um sonho antigo
O rabo de baleia pelas costas
Desenhava o meu braço
Eu sou do mar
Deixado para mar
Toda âncora que eu laço
Amarro, des-pe-da-ço

E o rabo de baleia
De outra vida que voou
Eu sou do mar
Descasco o sol
Barba e sal
Rugas de sonhar
Cetáceo
Uma cachalote
No meu braço

Eu mergulhei no deserto
E desapareci no céu
Essas palavras vomitadas
Quando o relógio dizia
Quando dormia lembrava
Quando acordava esquecia

Dentro do meu mundo
Tudo é mar
E sal para adoçar

{
Se o pretérito for perfeito
eu voei
tu voaste
ele voou
nós voamos
vós voastes
eles voaram
}

Anúncios