arquivo

Arquivo mensal: novembro 2015

Quando passei pela Rua das Oliveiras pensei ter visto você. Enquanto dobrava a esquina senti meu passo diminuir. Foi por um instante, apenas. Um pouco depois de sentir o cheiro de tinta fresca. Era natal na Rua 9 quando terminamos de pintar a casa. Eu ouvia sua voz chamar o meu nome. Seus óculos segurando o cabelo. Sua mãos espalmadas em um avental. Como são os teus sonhos? A gente tinha aquele sorriso de cumplicidade no rosto. Paramos o carro outrora em um caminho verde. Isso foi um pouco antes de alcançarmos o mar. Tu que sabes ouvir palavras e falar com o silêncio. Neste círculo sem curvas onde laçamos estrelas. Somos capazes de atravessar o oceano para conquistá-las. A gravidade roubando nossos anos enquanto estamos a girar. Pouco a pouco envelhecemos esses átomos ao redor deste sol. E mais uma volta. Outra nova a cada vez. É que lá do alto vejo a cor do teu céu. O sussurro dos nossos sonhos. A matiz do meu mar. Eu que ainda não sei dessa outra parte. O que foi do começo. Não sei como vai terminar. Tenha os pés firmes nos teus sonhos quando for. E faça disso uma âncora. Pulsa em cada dia um sorriso por viver. Este sentimento nos faz tão bemAs roupas iguais de nossa infânciaDe onde vem essa vontade de transformar o vazio de uma página? Talvez seja por este futuro-mais-que-perfeito. Abre os meus olhos o dia que começa. Eu vejo o azul se misturar. O que vem depois? O que o fogo respira? Eu não sei dançar. A rosa dos ventos me contou em que janela vou te ver. Esta estrela que lacei. Escolha bem o que vai lembrar. Quando fomos interrompido por fogos de artifício. Lá do alto. On the Endurance. Eram sete cantigas para voar. Respira tua vida. Nas tuas mãos tem um leme. Este que é só teu. Olha lá! Quem vem? Que histórias tecem suas barbas? Homens dos sete mares. Almas de sal. Eu precisava por um momento encontrar as palavras. Este reflexo dentro de cada contorno. Ser o presente que sei. E agora completo. Começo e termino. E volto a ser novo. Mais uma vez. Outra volta. Mais uma. Trinta e três.

Quando passei pela Rua das Oliveiras pensei ter visto você…
Para A&T

IMG_20151105_123307682

Anúncios